• Imprimir
  • Partilhar

Política de Remunerações

Nos termos das suas competências, a Comissão de Vencimentos estabeleceu os parâmetros da remuneração de administradores com funções executivas com base numa componente fixa e outra variável, com o propósito de a tornar competitiva em termos de mercado e de servir de elemento motivador de um elevado desempenho individual e colectivo, que permita estabelecer e atingir objectivos ambiciosos de acelerado crescimento e adequada remuneração do accionista.

Sob proposta do Presidente do Conselho de Administração, a componente variável é fixada anualmente pela Comissão de Vencimentos, tendo em conta o contributo dos administradores executivos para a evolução dos negócios na perspectiva do Accionista (EVA) e da cotação das acções da Sociedade no exercício do ano anterior e, ainda, para o grau de realização dos projectos integrados no Strategic Scorecard do Grupo.

A remuneração variável encontra-se, assim, dependente de critérios pré-determinados que têm em consideração o crescimento real da Sociedade, a riqueza criada para os Accionistas e a sustentabilidade a longo prazo.

A Comissão de Vencimentos, dentro destas linhas de orientação, define as normas para a atribuição de prémios de desempenho a administradores com funções executivas, atendendo ao grau de realização de objectivos individuais e de negócio.

A remuneração dos administradores que não desempenham funções executivas, incluindo os membros da Comissão de Auditoria é composta, exclusivamente, por uma componente fixa.