Criamos laços de confiança com quem nos relacionamos

Acreditamos que o diálogo construtivo com as nossas audiências é o alicerce para o estabelecimento de relações duradouras e de confiança.
  • Imprimir
  • Partilhar

Os nossos públicos

Construímos e consolidamos parcerias duradouras e interacções de qualidade com consumidores, fornecedores, parceiros, colaboradores, investidores, media, comunidades, entidades reguladoras e outras instituições, através de canais de comunicação específicos. Pretendemos, assim, assegurar um maior alinhamento com as suas necessidades e expectativas.

Stakeholders Interlocutores Canais de Comunicação
Accionistas e investidores Direcção de Relações com Investidores. Website corporativo, e-mail, relatórios e contas, revista corporativa semestral, comunicados financeiros, reuniões, conferências, roadshowsInvestor’s Day, assembleias gerais.
Analistas Direcção de Relações com Investidores, Direcção de Comunicação e Responsabilidade Corporativas. Website corporativo, e-mail, relatórios e contas, revista corporativa semestral, comunicados financeiros, reuniões, conferências e Investor’s Day.
Organismos oficiais, Entidades de supervisão e Autarquias Locais Direcção de Relações com Investidores, Direcções Fiscais, Direcções Jurídicas, Direcção de Comunicação e Responsabilidade Corporativas. Website corporativo, e-mail e correio físico, revista corporativa semestral e reuniões.
Fornecedores, Parceiros e Prestadores de Serviços Direcções Comerciais, Marketing, Qualidade e Desenvolvimento de Marca Própria,  Segurança Alimentar, Ambiente, , Regionais de Operações, Técnicas, Expansão, Tecnologias de Informação e Comissão de Ética. Portal JM Direct, visitas de acompanhamento, auditorias de Qualidade e Segurança Alimentar, reuniões de negócios, contactos directos e revista corporativa semestral.
Colaboradores Direcção de Recursos Humanos, Escola de Formação, Comissão de Ética e Serviços de Atendimento ao Colaborador. Serviço de Atendimento ao Colaborador (linha telefónica, correio físico e eletrónico), revistas internas, intranet, reuniões operacionais e de gestão, relações interpessoais, avaliação anual de desempenho, sessões de formação e estudos de clima interno.
Clientes e consumidores Serviço de Apoio ao Cliente, Provedoria do Cliente e Comissão de Ética. Linhas “verdes” de contacto telefónico, e-mailwebsite corporativo e correio físico.
Comunidades locais Direcção de Comunicação e Responsabilidade Corporativas, Lojas e Centros de Distribuição. Visitas de acompanhamento, reuniões, protocolos e parcerias/mecenato.
Jornalistas Direcção de Comunicação e Responsabilidade Corporativas. Website corporativo, comunicados de imprensa, conferências de imprensa, reuniões, relatórios e contas e revista corporativa semestral.
ONG’s e associações Direcção de Comunicação e Responsabilidade Corporativas. Visitas de acompanhamento, reuniões, parcerias/mecenato e revista corporativa semestral.

Para assegurarmos o cumprimento, divulgação e reforço dos nossos Princípios de Responsabilidade Corporativa, contamos com dois órgãos independentes: a Comissão de Governo da Sociedade e de Responsabilidade Corporativa – que colabora com o Conselho de Administração – e a Comissão de Ética, que acompanha a divulgação e o cumprimento do Código de Conduta em todas as nossas Companhias.

Para além disso, contamos com a Provedoria do Cliente Jerónimo Martins como o órgão máximo de representação e defesa dos direitos dos nossos clientes e consumidores.

Conteúdos Relacionados

Organizações a que Pertencemos

Somos membros activos de várias organizações e entidades na área da Responsabilidade Corporativa.

  • 01

    BCSD Portugal

    O BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável é uma associação sem fins lucrativos que, com ampla representação sectorial, agrega e representa empresas que se comprometem ativamente com o desenvolvimento sustentável.

  • 02

    CDP

    Participamos nos índices “Climate” e “Forests” do Carbon Disclosure Project, que avalia a prevenção e a mitigação dos impactes ambientais das empresas.

  • 03

    Consumer Goods Forum

    O Consumer Goods Forum é uma plataforma global empresarial para a colaboração e acção colectiva entre retalhistas e produtores da indústria de bens de grande consumo no sentido de contribuir positivamente em torno de temas estratégicos: alterações climáticas, resíduos, direitos humanos, saúde e bem-estar dos consumidores, segurança alimentar e utilização de dados.

  • 04

    EuroCommerce

    A EuroCommerce é a principal organização europeia que representa os sectores do Retalho e Grossista. Estes sectores fazem a ponte entre produtores e 500 milhões de consumidores europeus todos os dias, empregam 29 milhões de pessoas e criam oportunidades para pequenos fornecedores assim como para negócios internacionais.

    A EuroCommerce compreende associações nacionais em 31 países e 5,4 milhões de empresas de dimensão multinacional e pequenas empresas familiares.

  • 05

    European Retail Round Table

    A European Retail Round Table reúne os CEOs das principais empresas internacionais de retalho na Europa.

    A ERRT promove um Mercado Único no Retalho, o desenvolvimento de um modelo de consumo mais sustentável e a criação de novas oportunidades de mercado a nível mundial.

  • 06

    Forum Odpowiedzialnego Biznesu

    O Forum Odpowiedzialnego Biznesu (Fórum dos Negócios Responsáveis) é a organização não-governamental mais reconhecida na Polónia a abordar o conceito da responsabilidade corporativa de uma forma compreensiva.

    Operando desde o ano 2000, o Forum é um think-and-do-tank que desenvolve e estabelece parcerias em actividades-chave em matéria de responsabilidade social.

  • 07

    Global Compact

    O Global Compact é uma iniciativa das Nações Unidas dirigidas às empresas que assumiram o compromisso de alinhar a sua cultura e estratégias com os 10 Princípios nas áreas de direitos humanos, práticas laborais, ambiente e luta contra a corrupção.

  • 08

    Global Compact Network Portugal

    À escala nacional, o Global Compact organiza-se em redes. Através da adesão a estas redes, as empresas e outras partes interessadas promovem uma partilha de experiências e desenvolvimento coletivo no que respeita os 10 Princípios.

  • 09

    Global Food Safety Initiative

    A missão da Global Food Safety Initiative é a de promover a melhoria contínua dos sistemas de gestão de segurança alimentar, procurando garantir um fiável fornecimento de produtos alimentares e que sejam seguros para os consumidores.

  • 10

    GRACE

    O Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial é uma associação sem fins lucrativos constituída por empresas de vários sectores de actividade. O GRACE promove o desenvolvimento de iniciativas de Responsabilidade Social Corporativa.

  • 11

    Global Social Compliance Programme

    O Global Social Compliance Programme promove a harmonização das medidas de sustentabilidade na cadeia de abastecimento.

    Este objectivo é atingido através de ferramentas de referência de livre acesso e de um processo de benchmarking.

  • 12

    London Benchmarking Group

    O London Benchmarking Group é uma rede de profissionais de investimento corporativo comunitário que aplicam o modelo LBG, desenvolvido em parceria com a Corporate Citizenship, para avaliar os impactos dos seus investimentos junto das comunidades. Trabalham em conjunto para aplicar, desenvolver e melhorar este modelo de medição.

  • 13

    Retail Forum for Sustainability

    O Retail Forum for Sustainability é uma iniciativa conjunta da Comissão Europeia e de empresas do sector do Retalho.

    O Fórum visa a partilha de boas práticas quanto aos princípios da economia circular, a identificação de oportunidades e barreiras, e o papel que os organismos públicos e outros stakeholders podem desempenhar para um consumo sustentável.

  • 14

    Supply Chain Initiative

    A Supply Chain Initiative é uma iniciativa voluntária lançada por oito organizações europeias do sector alimentar e de bebidas, que visa promover a equidade nas relações comerciais ao longo da cadeia de abastecimento alimentar.

    Os signatários comprometem-se a princípios de aplicação de boas práticas nos processos de negociação e a garantir que eventuais disputas sejam abordadas de uma forma justa e transparente.

  • 15

    We Mean Business

    A We Mean Business é uma coligação de organizações que reconhecem que as alterações climáticas são um risco mas também uma oportunidade.

    Enquanto plataforma comum, pretende dar voz às empresas, catalisar acções e promover o desenvolvimento de políticas inteligentes no intuito de transformar a sociedade em economias de baixo carbono.