Trabalhamos para proteger os ecossistemas

Reconhecemos a importância da Biodiversidade para a sustentabilidade das comunidades onde desenvolvemos as nossas actividades.
  • Imprimir
  • Partilhar

Biodiversidade

Consideramos que temos um papel a desempenhar na protecção da diversidade biológica. Por este motivo, avaliamos os riscos ambientais das nossas actividades com o objectivo de identificar ameaças e oportunidades de melhoria. Sempre que possível, envolvemos parceiros da nossa cadeia de abastecimento, nomeadamente os nossos fornecedores.

Utilizamos a metodologia Ecosystem Services Review, proposta pelo World Research Institute para avaliar os riscos relacionados com os serviços dos ecossistemas. Com base na mesma, definimos 11 eixos prioritários de acção que conduzem os nossos projectos e práticas de gestão, os quais incluem:

  • Gestão da informação;
  • Formação;
  • Parcerias com fornecedores;
  • Investigação e Desenvolvimento.

Entre os projectos de investigação que desenvolvemos e apoiamos, destacamos a caracterização dos potenciais riscos das espécies de pescado mais vendidas pelas Companhias em Portugal e Polónia. Esta análise identificou aspectos como o nível de exploração de stocks, os impactes sobre os ecossistemas e as comunidades envolventes, a rastreabilidade e as condições laborais, concluindo que nenhuma das espécies comercializadas apresentava risco elevado.

Em 2016, foi avaliado o grau de vulnerabilidade de todas as espécies de pescado comercializadas em Portugal e na Polónia, com base na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN Red List of Threatened Species). Do total de espécies adquiridas em 2015, menos de 8%, em número, apresentam algum nível de risco.

  • 14 espécies, 18% do total adquirido (kg), estão classificadas com o nível “Vulnerável”, o mais baixo para as espécies ameaçadas;
  • 5 espécies, menos de 0,8% do total adquirido (kg), estão classificadas como “Em Perigo”, nível intermédio de risco, sendo que para um dos casos foi possível assegurar a sua produção total em regime de aquacultura;
  • 1 espécie, menos de 0,0004% do total adquirido (kg) está classificada como “Criticamente em Perigo”, o nível máximo de risco. A sua comercialização foi descontinuada em Junho de 2016 uma vez que não foi possível assegurar a sua produção, ao longo de todo o ciclo de vida, em regime de aquacultura.

 

No âmbito da agricultura, e depois da realização de um estudo sobre as práticas de fornecedores portugueses do Grupo, foi desenvolvido em conjunto com os nossos parceiros produtores de fruta e vegetais, um manual para promover a utilização de métodos de produção que potenciem, entre outros aspectos, a protecção da biodiversidade.

Parcerias e Apoio

O Grupo apoiou as seguintes iniciativas focadas na promoção de projectos de recuperação de habitats naturais e de protecção da diversidade biológica:

Instituição Projecto
Oceanário de Lisboa Oceanário de Lisboa
Quercus Campanha “SOS Polinizadores”
World Wildlife Fund (WWF) Green Heart of Cork
Liga para a Protecção da Natureza (LPN) ECOs-Locais
European Recycling Platform (ERP) – Portugal “Geração Depositrão”
Jardim Zoológico Ring-tailed Lemur sponsorship

 

Em Janeiro de 2016, o Grupo atribuiu, no âmbito do Green Project Awards Portugal, , o “Prémio de Investigação e Desenvolvimento Jerónimo Martins-Green Project Awards”, no montante de 20 mil euros, ao projecto “Detergentes Verdes”. Este investiga a utilização de resíduos vegetais no desenvolvimento de produtos de limpeza com menor impacto na água e na biodiversidade.