Skip to content
Construímos relações de confiança com os nossos

Procuramos assegurar um ambiente de trabalho são e equilibrado orientado por elevados padrões de conduta com vista ao reforço permanente da relação de confiança com os nossos colaboradores.
  • Partilhar
  • Ouvir

Princípios e Valores

Respeitamos as legislações nacional e internacional em matéria de Direitos Humanos e do Trabalhador e respectivas orientações das Nações Unidas e Organização Mundial do Trabalho, assegurando a eliminação de qualquer forma de discriminação e promovendo um ambiente de trabalho são e equilibrado.

A actuação do Grupo fundamenta-se nos princípios do respeito e tratamento digno de cada indivíduo, quer nos processos de recrutamento e selecção quer ao nível do desenvolvimento profissional e avaliação de desempenho.

Proibimos qualquer prática de discriminação directa ou indirecta e fomentamos uma cultura de justiça e meritocracia.

Procuramos prevenir os riscos de trabalho infantil e de trabalho forçado. Os direitos dos povos indígenas não são, sob qualquer forma, colocados em risco pela nossa actividade. Com o objectivo de permitir um acesso mais simplificado à legislação aplicável neste âmbito estabelecemos as Labour Fundamental Guidelines.

Em alinhamento com a legislação e com o Código de Conduta, este documento destaca a valorização da diversidade, a prevenção do trabalho infantil e/ou forçado, o direito a uma remuneração justa, o direito a um ambiente seguro e saudável, o direito à privacidade e vida pessoal/familiar, e o direito ao descanso, entre outros.

Código de Conduta

O Código de Conduta é dado a conhecer a todos os colaboradores e reflecte os princípios e valores éticos que orientam o comportamento e decisões do Grupo, no desempenho das suas actividades e na relação com as demais partes interessadas.

A título de exemplo, o Grupo respeita a liberdade de associação e o direito à contratação colectiva, bem como a actividade sindical, nos termos estabelecidos pela legislação de cada geografia. As Companhias do Grupo não empregam colaboradores menores de idade, estando também salvaguardados os riscos decorrentes do trabalho infantil e do trabalho forçado. De igual modo, os direitos dos povos indígenas não estão, sob qualquer forma, colocados em risco pela actividade das Companhias.

Serviços de Atendimento ao Colaborador

A relação com os nossos colaboradores é caracterizada pela confiança e proximidade, através dos Serviços de Atendimento ao Colaborador, que são contactados para o esclarecimento de questões de natureza laboral, pedidos de apoio social ou reporte de situações de inconformidade com o Código de Conduta. A confidencialidade de todos os contactos é garantida.

Em 2018, lançámos a Política Global de Funcionamento dos Serviços de Atendimento ao Colaborador, com o objectivo de harmonizar práticas e procedimentos.

Os nossos Serviços de Atendimento ao Colaborador, que passaram a incluir a Colômbia em 2018, registaram mais de 34.600 contactos, tendo sido resolvidos 97% do total de processos iniciados.

Saiba mais aqui.

Verificação Independente

Os dados referentes aos prazos mínimos de notificação prévia em relação a mudanças operacionais e formação em políticas e práticas de Direitos Humanos foram verificados por uma entidade externa e independente no âmbito do Relatório e Contas de 2018 do Grupo.